Tag - sangramento nasal

Quando o sangramento nasal pode acontecer?

O nariz é muito vascularizado. Por isso, algumas situações podem favorecer o sangramento.

O sangramento nasal, é uma manifestação relativamente comum e que atinge pessoas de qualquer idade. A estimativa é de que mais da metade da população adulta já tenha passado por pelo menos um episódio de hemorragia ao longo da vida, o que pode estar associado a diferentes fatores.

Embora cause um grande desconforto, o sangramento nasal não costuma representar gravidade e muitas vezes pode ser resolvido de maneira simples, sem a necessidade de intervenção médica. Este geralmente é um problema autolimitado, em que o sangramento cessa sozinho após um tempo, mas existem casos em que pode ser necessária a realização de um procedimento.

Quais são as causas do sangramento nasal?

O nariz sangra quando há rompimento dos vasos sanguíneos ou irritação do seu revestimento interno, duas situações que podem ocorrer por diversos motivos. As causas mais comuns de sangramento nasal são o ressecamento associado ao tempo seco e traumas como assoar ou cutucar o nariz com muita força. Alergias, desvio de septo, sinusite, uso frequente de sprays nasais ou drogas aspiráveis também podem levar à hemorragia.

Existem, ainda, alguns fatores menos comuns que podem causar sangramento do nariz. São eles:

  • Distúrbios hemorrágicos;
  • Tumores no nariz ou na região dos seios paranasais;
  • Infecções nasais;
  • Presença de objetos estranhos no nariz.

Lembrando que nesses casos, os sangramentos costumam ser pequenos (normalmente se resolvem espontaneamente), melhorando em até aproximadamente 10 minutos. Para ajudar, você pode comprimir as narinas, abaixar levemente o rosto e colocar gelo no dorso nasal.

Caso não melhore, não deixe de procurar um Otorrinolaringologista com urgência. E se esse sangramento se repetir com frequência, não deixe de fazer uma consulta com um Otorrinolaringologista.

Leia mais...

Sangramento nasal: o que pode ser?

A epistaxe, caracterizada pelo sangramento nasal, é uma manifestação relativamente comum e que atinge pessoas de qualquer idade. A estimativa é de que mais da metade da população adulta já tenha passado por pelo menos um episódio de hemorragia ao longo da vida, o que pode estar associado a diferentes fatores.

Embora cause um grande desconforto, o sangramento nasal não costuma representar gravidade e muitas vezes pode ser resolvido de maneira simples, sem a necessidade de intervenção médica. Este geralmente é um problema autolimitado, em que o sangramento cessa sozinho após um tempo, mas existem casos em que pode ser necessária a realização de um procedimento.

Tipos de sangramento nasal

A hemorragia nasal pode ser classificada de acordo com o local de origem do sangramento. Os dois tipos de epistaxe, portanto, são:

  • Hemorragia nasal anterior: este é o tipo de sangramento mais comum (90% dos casos) e é originado na parte anterior do nariz;
  • Hemorragia nasal posterior: trata-se de uma manifestação menos comum e potencialmente mais severa, uma vez que envolve vasos sanguíneos maiores localizados na região posterior do nariz.

Leia também: Rinite Gestacional: como tratar?

Causas da hemorragia nasal

O nariz sangra quando há rompimento dos vasos sanguíneos ou irritação do seu revestimento interno, duas situações que podem ocorrer por diversos motivos. As causas mais comuns de sangramento nasal são o ressecamento associado ao tempo seco e traumas como assoar ou cutucar o nariz com muita força. Alergias, desvio de septo, sinusite, uso frequente de sprays nasais ou drogas aspiráveis também podem levar à hemorragia.

Existem, ainda, alguns fatores menos comuns que podem causar sangramento do nariz. São eles:

  • Distúrbios hemorrágicos;
  • Tumores no nariz ou na região dos seios paranasais;
  • Infecções nasais;
  • Presença de objetos estranhos no nariz.

Quais sintomas acompanham o sangramento no nariz?

O sangramento nasal pode ser acompanhado de sintomas como:

  • Mal estar;
  • Tosse ou vômito com sangue;
  • Dificuldades respiratórias.

Mas, o que fazer quando isso acontecer?

Separamos algumas dicas:
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🔸 Manter a calma! A maioria dos casos são resolvidos de maneira simples.
🔸 Manter a cabeça para frente! Não colocá-la pra trás, para não engolir o sangue.
🔸 Fazer uma pinça com os dedos para estancar o sangramento.
🔸 Colocar uma compressa com gelo na região.

Mesmo que o sangramento seja controlado em casa, o ideal é procurar um otorrinolaringologista depois para identificar as causas do problema e evitar casos recorrentes.

Leia mais...

Sangramento nasal: causas e como tratar

O sangramento nasal, ou Epistaxe, tem origem, na maioria das vezes (cerca de 90% dos episódios), na região anterior do nariz, ou seja, na região mais próxima da parte externa do nariz.

Ocorre mais precisamente no septo nasal, divisão cartilaginosa entre ambas as narinas. Essa região, bem na entrada do nariz, apresenta grande quantidade de vasos sanguíneos. Estes vasos ficam muito superficiais na mucosa nasal (revestimento interno do nariz) e tem a função de auxiliar no aquecimento e umidificação do ar inspirado.

Leia também: O que é adenoide e como tratar

A epistaxe ocorre quando um desses vasos (artérias ou veias) se rompe e pode ser causada por fatores locais ou sistêmicos.

Dentre os fatores locais temos:

  • Deformidade anatômica nasal: especialmente o desvio de septo nasal.
    Inalação de produtos químicos.
  • Qualquer tipo de inflamação nasal: neste caso encontram-se causas como gripes, resfriados, sinusites, rinites, etc.
  • Corpo estranho nasal: ocorre mais frequentemente em crianças. A presença do corpo estranho provoca trauma nasal, inflamação e infecção.
  • Uso de medicamento nasais: o uso de medicamentos tópicos nasais de maneira errada ou com composição irritante nasal podem gerar sangramentos.
  • Tumores nasais.
  • Trauma nasal: qualquer tipo de trauma desde uma batida ou pancada no nariz ate trauma digital, ou seja, quando machucamos o nariz com os dedos na tentativa de retirar alguma crosta nasal. Por isso a maioria dos sangramentos ocorre “na entrada do nariz” ate onde os dedos alcançam! Esta é a causa mais frequente de sangramento nasal.

Dentre os fatores sistêmicos temos:

  • Uso de alguns medicamentos (ex: acido acetil salicilico, varfarina, clopidogrel, desmopressina)
  • Intoxicação alcoólica.
  • Alterações da coagulação do sangue.
  • Tumores do sangue (leucemia).
  • Hipertensão arterial.
  • Doenças infecciosas.
  • Má-nutrição (especialmente anemia).
  • Uso de narcóticos.
  • Doenças vasculares.

Leia também: Qual o impacto das bebidas geladas na dor de garganta?

E o que fazer quando ocorrer um sangramento?

Primeiramente, mantenha-se calmo(a). A maioria dos sangramentos nasais melhoram espontaneamente em alguns minutos e não necessitam de atendimento medico de urgência.

Para controlar o sangramento mais rápido devemos comprimir o nariz por 3 a 5 minutos. Isso permitirá a formação de um coagulo e parada de sangramento.

Procurar um local fresco e fazer compressas geladas: o gelo ajuda a diminuir o sangramento.

Em alguns casos podemos utilizar um algodão embebido em solução de vasoconstrictor (oximetazolina, nafazolina) na entrada da narina associada a compressão.

Não vire a cabeça para trás, pois isso fará engolir sangue. Quando engolimos sangue, muito frequentemente ocorrem enjoos e vômitos. A força envolvida no momento do vômito pode predispor ao reinício do sangramento!

A dica é inclinar levemente a cabeça para frente para que o sangue escorra pela face. Não introduza nada nas narinas e nem tampouco tente limpá-las com dedos, cotonete, pinças, papel higiênico etc… Isso causará mais trauma nasal e recorrência do sangramento.

É importante lembrar que caso o sangramento não pare neste período ou seja recorrente, o indicado é procurar um médico otorrinolaringologista.

 

Fonte: MedPrimus

Leia mais...