Tag - Garganta

Todo mundo que ronca tem apneia do sono?

ronco_apneia_do_sono_recifeNem todo mundo que ronca tem apneia do sono, sendo que ele é apenas um dos sintomas da doença.

O diagnóstico médico é feito por meio de um exame chamado de polissonografia, que é o monitoramento do sono por equipamentos eletrônicos. O exame clínico é indicado para que seja avaliada a condição do trato respiratório do paciente e deve ser feito por um médico com especialização na área.

Clique aqui e se informe sobre a Cirurgia Ortognática

Leia mais...

Será que eu tenho “mordida cruzada”?

mordida_cruzadaOs dentes da arcada superior devem cobrir os dentes inferiores como a “tampa de uma caixa”, certo?

Na deficiência transversal da maxila, o estreitamento da maxila em relação à mandíbula provoca a mordida cruzada, ou seja, os dentes superiores se posicionam por dentro dos dentes inferiores, ao contrário do que seria o encaixe correto dos dentes.

LEIA TAMBÉM > Cirurgia de Cabeça e Pescoço na Otocenter Recife

Leia mais...

Álcool e cigarro multiplicam o risco do câncer de cabeça e pescoço

cancer_de_cabeca_e_pescoco_recifeÁlcool e cigarro multiplicam em até 20 vezes o risco do câncer de cabeça e pescoço

Estudos demonstram que a exposição ao tabaco e ao álcool são os principais fatores causais associados ao desenvolvimento do carcinoma espinocelular, que é o tumor mais frequente (cerca de 90% dos casos) do trato aerodigestivo superior.

Entre os sintomas preocupantes estão nódulo persistente no pescoço, lesão na boca e rouquidão prolongada. Tais manifestações servem de alerta para a procura com urgência de um médico especialista, já que podem ser indicativos da doença.

LEIA TAMBÉM > Cirurgia de Cabeça e Pescoço na Otocenter Recife

Leia mais...

O que fazer quando estou totalmente sem voz?

sem_voz_recifeSe precisar falar, não force, fale baixo e mais devagar, abrindo bem a boca, porém, evite sussurrar. Mantenha-ser hidratado bebendo goles de água ao longo do dia e procure um médico otorrinolaringologista e/ou um fonoaudiólogo.

LEIA TAMBÉM:

Atendimento fonoaudiológico nas áreas de voz e disfagia na Otocenter Recife

O que é um problema na voz?

Como posso cuidar da minha voz?

Voz saudável contribui para a qualidade de vida

Leia mais...

Como posso cuidar da minha voz?

cuidar_da_voz_recifeProcure falar sem fazer força e abra bem a boca para articular as palavras. Beba água regularmente, evite pigarrear, gritar e falar muito em ambientes ruidosos, competindo com o barulho. Limite o álcool e, se fumar, procure um programa para interromper o tabagismo. Remédios caseiros para melhorar a voz geralmente não dão resultados e podem irritar sua garganta.

LEIA TAMBÉM:

Atendimento fonoaudiológico nas áreas de voz e disfagia na Otocenter Recife

O que é um problema na voz?

O que fazer quando estou totalmente sem voz?

Voz saudável contribui para a qualidade de vida

Leia mais...

O que é um problema na voz?

problema_voz_recifeQualquer dificuldade na produção da voz pode ser considerada um problema de voz, como rouquidão, cansaço ao falar, voz fina ou grossa demais, fraca ou forte demais.

Se sua voz ficou diferente nos últimos tempos (rouca, fraca, tensa ou cansada, por exemplo), se melhora quando você fica alguns dias sem falar muito e piora em situações em que usa mais a sua voz, é possível que esteja com um problema.

Se as modificações durarem mais que 15 dias, você deve consultar um especialista.

LEIA TAMBÉM:

Atendimento fonoaudiológico nas áreas de voz e disfagia na Otocenter Recife

O que fazer quando estou totalmente sem voz?

Como posso cuidar da minha voz?

Voz saudável contribui para a qualidade de vida

Leia mais...

Voz saudável contribui para a qualidade de vida

voz_qualidade_de_vidaA Voz é o som da comunicação na maioria dos processos de interação humana.

Sabe-se que um terço das profissões utiliza a voz no trabalho, e muitos referem distúrbio vocal como limitação de atividades profissionais. Um distúrbio vocal pode ser um sinal secundário de doenças neurológicas e de câncer de laringe.

LEIA TAMBÉM:

Atendimento fonoaudiológico nas áreas de voz e disfagia na Otocenter Recife

O que é um problema na voz?

O que fazer quando estou totalmente sem voz?

Como posso cuidar da minha voz?

Leia mais...

Atendimento fonoaudiológico nas áreas de voz e disfagia em Recife

fonoaudiologo_recifeA Otocenter Recife oferece o atendimento Fonoaudiológico nas áreas de Voz e Disfagia. Conheça o currículo de Karine Pontes Souza (CRFª 6991-PE):

 Graduada em Fonoaudiologia – Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP)  Especialista em Morfologia – Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)  Mestra em Psicologia Cognitiva – Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Clique aqui e entre em contato com a Otocenter Recife

karine_pontesExperiência profissional de Karine Pontes Souza (CRFª 6991-PE):

 Fonoaudióloga da Prefeitura da Cidade do Recife (Policlínica Albert Sabin)  6 anos de atuação como Fonoaudióloga da Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco (Hospital Barão de Lucena/UTI adulto) Professora na Especialização Perícia e Assistência Técnica em Fonoaudiologia – IDE (Instituto de Desenvolvimento Educacional)  Ex-professora do curso de Fonoaudiologia na área de voz da UFPE e FUNESO

Leia mais...

Cuide bem da sua voz. Cante à vida.

vozO Mau Uso da Voz pode desencadear alterações nas pregas vocais como Calos, Pólipos e Disfonia funcional. Manifestam-se como Rouquidão.

Profissionais que fazem da VOZ um Instrumento de Trabalho estão mais expostos a esse problema, são eles: Professores, Cantores e Palestrantes.

Alguns hábitos podem ajudar a Previnir e Recuperar a Qualidade da Voz, dentre eles: Hidratação, Exercícios de aquecimento vocal e consumo de Maçã, por ser adstringente, permitindo a limpeza da garganta e bem-estar.

OTOCENTER RECIFE > Marque sua consulta: (81) 3039-5005 / 3033

Leia mais...

45% da população mundial sofre de Insônia

insonia_recife

 

Quer acabar com o mau humor, a falta de memória, o desânimo, a irritação e outros males? Muitas vezes, para solucionar estes problemas, basta dormir. É que a insônia pode causar isso tudo. O ideal é procurar um médico para acabar com o grave problema que afeta milhões de pessoas. Mas fazer exercícios, ter uma alimentação saudável, evitar TV, tablets e celulares na hora de dormir também pode ajudar a acabar com a insônia, dizem pesquisadores.

“À noite o nosso organismo está preparado para relaxar. Mas é na cama, na hora de dormir, que muitas pessoas querem ver TV ou ficar no celular, nas redes sociais. Aquela luz que incide sobre os olhos confunde o cérebro, que está no momento de descanso”, explica Edilson Zancanella, professor da Unicamp e coordenador do Departamento de Medicina do Sono da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia.

Para melhorar a aparência, reduzir o estresse, estimular o cérebro e até perder alguns quilinhos, o ideal seria se desligar das confusões do dia a dia. E tentar dormir entre sete e nove horas por dia. “A privação do sono aumenta os hormônios do estresse e reduz a função imunológica. Ler e ouvir música tranquila nos ajudam a dormir bem”, diz Zancanella.

A Associação Mundial de Medicina do Sono diz que a insônia é uma epidemia global que ameaça a saúde e a qualidade de vida de até 45% da população mundial. De acordo com a instituição, o mundo vive uma epidemia de restrição do sono. E os distúrbios são um fator de risco para transtornos mentais, como depressão e ansiedade.

De acordo com o médico Lawrence Epstein, autor do ‘Guia da Escola de Medicina de Harvard para uma boa noite de sono’, a duração do sono, por exemplo, diminuiu de uma média de oito horas na década de 1950 para sete nos últimos anos. Com relação a isso, a pressão arterial e a frequência cardíaca atingem os níveis mais baixos durante o sono. E, geralmente, quem dorme menos tende a ter pressão mais alta.

Médicos alertam que é preciso ter muito cuidado com remédios tarja preta, normalmente utilizados indevidamente por quem sofre de insônia. Sete entre dez pacientes com insônia que vão a consultórios querem remédio para dormir. “Há casos em que pacientes ficam dependentes em apenas três meses”, alerta Edilson Zancanella.

Baseado numa pesquisa do Instituto do Sono, Zancanella diz que 32,9% dos brasileiros com idade produtiva sofrem de apneia do sono (param de respirar enquanto dormem). “Essa também é uma das causas que interrompem um bom sono”, afirma o médico, lembrando que 30% das mulheres pós-menopausa e 5% de crianças têm tendência a ter este problema.

A cirurgia ortognática é indicada em alguns casos de Síndrome da Apnéia do Sono com resultados bastante satisfatórios. Clique aqui e se informe.

Reportagem de Marlos Bittencourt
Fonte: O Dia

Leia mais...