Tag - Amigdalite

Quando as amígdalas se tornam um problema?

As amígdalas são dois órgãos localizados na região da faringe, responsáveis por produzir linfócitos (células de defesa do corpo).
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Por entrarem muito em contato com vírus e bactérias também podem infeccionar com bastante frequência, surgindo as famosas amigdalites. Porém, as indicações cirúrgicas acontecem apenas em situações específicas, como em amigdalites de repetição, em complicações sérias ou quando o aumento das amígdalas causa problemas de respiração, na deglutição ou na fala.

A cirurgia das amígdalas teve uma queda expressiva nas indicações nas últimas décadas, mas ainda é muito comum. O avanço dos antibióticos, cada vez melhores, permitiu que as infecções, que eram a maior indicação para cirurgia, fossem tratadas com medicação. Atualmente, são os distúrbios respiratórios que levam a maior parte dos pacientes a realizar a cirurgia.

A cirurgia é normalmente indicada quando as amígdalas acarretam algum prejuízo para o paciente (respiração, sono, alimentação, fala) ou quando as infecções se tornam frequentes.

Amígdalas palatinas hipertrofiadas, principalmente se associadas com aumento da adenoide, podem levar à respiração oral, que não é o ideal. Quando isto acontece em crianças, a face não se desenvolve adequadamente e os dentes crescem mal posicionados pois a respiração nasal influencia no crescimento da face.

As amígdalas hipertrofiadas também podem causar um desconforto no sono, levando à síndrome da apneia do sono. Nesta síndrome, a pessoa faz um grande esforço para respirar enquanto dorme, o que se reflete em um sono de má qualidade e, no dia-a-dia, redução de concentração e de memória.

Em alguns casos mais graves, a hipertrofia das amígdalas pode chegar ao ponto de causar uma obstrução mecânica à passagem de alimentos. Um sinal de que a criança pode sofrer deste problema é quando ela passa a preferir alimentos líquidos e pastosos e não consegue ganhar peso.

Leia mais...