Apneia do Sono

Seu filho ronca?

Saiba até quando o ronco é normal

 

Isso mesmo, o ronco não é um sintoma que acomete apenas os adultos. Crianças também podem apresentar problemas na respiração que acabam causando ronco. Se seu filho ronca, ele precisa ser avaliado por um especialista para identificar a causa. Vários fatores podem ocasionar o ronco e o principal é a obstrução nasal, mais conhecida simplesmente como nariz entupido.

 

Geralmente, ela ocorre nos quadros de rinites, sinusites ou resfriados. Neste caso, é normal que isso ocorra e, como o tratamento depende da causa, é preciso tratar com medicamentos a doença que causou o problema. O aumento das amígdalas e das glândulas adenoides, órgãos que fazem parte do sistema imunológico, também pode causar a dificuldade de respiração durante a noite e, consequentemente, o ronco.

 

O ronco não pode ser visto como apenas um barulho na hora de dormir. O problema pode indicar apneia do sono, quando a respiração é interrompida e retomada várias vezes, devido à obstrução respiratória. Ou seja, se esse e outros problemas não forem curados, a qualidade do sono fica comprometida e pode gerar danos à saúde.

 

Crianças sem tratamento adequado podem apresentar alteração do ciclo de sono, sonolência diurna, agitação, déficit de atenção, hiperatividade, alteração de rendimento escolar e irritabilidade. Além disso, a obstrução nasal faz com que a criança respire pela boca. Isso promove uma grande mudança no padrão de crescimento facial e dentário, alterações de mordida, de posicionamento lingual e até de dicção das palavras.

Leia mais...

Cirurgia para parar de roncar? Sim!

Mais de 70% dos brasileiros sofrem de doenças relacionadas ao sono, como distúrbios, insônia, apneia e roncos, de acordo com a Associação Brasileira de Sono. Uma das principais doenças é a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS), considerada um problema de saúde pública devido à sua elevada prevalência e pela diversidade de danos crônicos na saúde dos indivíduos.

Cirurgia ortognática

A cirurgia ortognática tem como principal objetivo reduzir a resistência das vias aéreas superiores, através da ampliação dos diâmetros das narinas e dos canais do nariz, além de eliminar os defeitos anatômicos que impedem a entrada e saída do ar livremente.

Amigdalectomia

Consiste na retirada das amígdalas (localizadas em ambos os lados da garganta) e das adenoides (tecidos linfoides na parte posterior do nariz), quando elas aumentam de tamanho e dificultam a passagem de ar. Normalmente, é a cirurgia que ajuda a parar de roncar mais indicada para crianças, bem como para pacientes que sofrem constantemente com infecções de garganta, nariz e ouvido.

Entre em contato para agendar uma consulta! A Otocenter já está de volta com os atendimentos presenciais para você não deixar a saúde de lado.

Leia mais...

Sono ruim pode causar asma

Noites mal dormidas não causas apenas estresse e olheiras. Um artigo publicado no European Respiratory Journal, por exemplo, sugere que adultos com insônia crônica têm um risco até três vezes maior de desenvolver asma em comparação aos livres dessa encrenca. Com a pulga atrás da orelha por causa da alta incidência de insônia entre asmáticos, cientistas da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia, em Trondheim, decidiram investigar se há uma relação entre as duas condições.

 

O estudo mostrou que pessoas com noites de sono complicadas apresentaram 108% de chance de desenvolver asma. A insônia também foi associada a uma redução específica de qualidade de vida relacionada com a asma. Os pacientes com asma e problemas para dormir tinham mais depressão e sintomas de ansiedade, segundo os pesquisadores.

 

Por isso tratar a insônia e outros distúrbios relacionados ao sono é tão importante para a respiração, a saúde mental e física.

 

Marque a sua consulta com quem cuida da sua saúde com a melhor estrutura, equipe médica e equipamentos.

 

Fonte: Saúde Abril

Leia mais...

5 consequências da apneia do sono

A apneia é caracterizada por interrupções temporárias na entrada de oxigênio durante o sono. Isso acontece porque os músculos da parte de trás da boca relaxam, bloqueando a garganta e a passagem de ar. Um de seus sinais mais comuns e barulhentos é o ronco.

Sendo uma doença bastante preocupante que pode atingir crianças, homens e mulheres em qualquer fase da vida, veja algumas consequências que a apneia do sono pode trazer:

  1. Aumento da pressão

O distúrbio provoca uma ativação exagerada do sistema nervoso autônomo, que controla o fluxo sanguíneo, perpetuando o problema cardiovascular.

  1. Prejudica os rins

A diminuição dos níveis de oxigênio, conhecida como hipóxia, está por trás do estresse oxidativo, aumenta a suscetibilidade de desordens nos rins.

  1. Pode causar pneumonia

Os primeiros segundos após o bloqueio da faringe são aflitivos. A respiração volta com tudo, junto com estrondos e engasgos. Isso abala a imunidade, facilitando uma possível pneumonia.

  1. Eleva o açúcar no sangue

A apneia do sono é capaz de alterar a ação da insulina, hormônio que permite à glicose entrar nas células.

  1. Prejudica o coração

Pessoas com o distúrbio possuem dificuldades para respirar durante a noite. O esforço para respirar causa uma forte pressão no peito e dificulta as batidas do coração.

 

Fonte: Saúde Abril

Leia mais...